Sinestesia como condição para a linguagem: Uma conjectura

RODOLFO COELHO DE SOUZA

Resumo


Macacos não dançam e não falam. Homens dançam e falam. Essa constatação sugere que a conexão sinestésica sensorial entre sons pulsantes e movimentos corporais, um fenômeno cognitivo restrito à espécie humana, pode ser uma correlação de causa e efeito no desenvolvimento da linguagem verbal. A conjectura proposta por este trabalho é que a conservação da sinestesia entre percepção sonora e a propriocepção no adulto, ao contrário de outros tipos de sinestesias que desaparecem logo após o nascimento, exceto em uma diminuta minoria de sujeitos sinestésicos, pode ter um papel eficiente no desenvolvimento das capacidades linguísticas do homem. Para elaborar essa hipótese são relatados casos em que a música aparece em projetos sinestésicos.

Synesthesia as a condition for language: A conjecture

Abstract: Apes do not dance and do not talk. Men dance and talk. This finding suggests thatthe synesthetic sensorial connection between pulsing sounds and body movements, a cognitive phenomenon restricted to the human species, may represent a correlation ofcause and effect for the development of the verbal language. The conjecture proposedby this paper is that the conservation of synesthesia between sound perception and proprioception in adults, on the contrary of other kinds of synesthesia that disappear soon after birth, except in a minute minority of synesthetic subjects, may have anefficient role in the development of human linguistic capabilities. To elaborate thishypothesis we report some cases in which the music appears in synesthetic projects.

https://doi.org/10.34018/2318-891X.3(2)17-32


Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

 

PERCEPTA - Revista de Cognição Musical ©2013–2019 - ISSN 2318-891X

Associação Brasileira de Cognição e Artes Musicais – ABCM

Rua Bandeirantes Dias Cortes, 201, casa 03, Curitiba/PR, Brasil – CEP. 82.530-120

E-mail: editoria@abcogmus.org

Powered by: OJS